PROCURANDO A MANEIRA CORRETA DE CONVERSÃO PARA O PTA AMERICANO?

Dr. Martin Sieber’, Dr. Rex Powel², e Suzanne Hubbard²
’National Association Of Animal Breeders, P.O . Box 1033, Columbia, Missouri 65205, USA
²Laboratório do Programa de Melhoramento Animal, Serviço de Pesquisa na Agricultura, Departamento de Agriculutra dos Estados Unidos, Beltsville, Maryland 20705-2350, EUA.

A maneira preferida de comparar o mérito genético de touros oriundos de diferentes países é tendo as avaliações totalmente na mesma escala. Felizmente, a maioria dos touros de interesse possuem um Serviço de Avaliação Internacional para produção de leite, gordura e proteína, o INTERBULL International Bull Evaluation Service. Os dados da avaliação oficial, na escala dos Estados Unidos, encontram-se disponíveis no site do AIPL Animal Improvement Programs Laboratory: http://aipl.arsusda.gov

As pesquisas também podem ser feitas individualmente pelo número de registro, nome completo ou incompleto do touro.

Avaliações na escala desejada nem sempre podem estar disponíveis. Alguns criadores vendo um anúncio de um touro com dados na escala de outro país , fatalmente ficariam imaginando como a prova daquele touro seria na escala dos Estados Unidos. Poderiam ainda ver ou ouvir algum comentário sobre a prova do tal touro na escala dos Estados Unidos. O propósito principal das equações de conversão é transformar de uma escala para outra touros que não possuam avaliação para produção de leite, gordura e proteína no Interbull. Podem também serem utilizadas para nos dar uma idéia aproximada de como a avaliação de um touro seria na escala dos Estados Unidos, uma forma de checar as práticas de marketing. As equações de conversão desenvolvidas pelo Interbull para transformar avaliações de outros países em escala dos Estados Unidos, também estão disponíveis no site do AIPL.

As tabelas que se seguem, são uma referência conveniente de estimar o mérito genético para produção de leite, gordura, e proteína de touros da raça holandesa de outros países, equivalente em PTA americano (Habilidade prevista de transmissão) em libras. Pôr exemplo para um touro da Holanda com um EBV – Estimated Breeding Value (Valor de Acasalamento Estimado) de 1700 kg para produção de leite espera-se que corresponda a 2000 libras em PTA americano. Uma palavra de cautela: Esta conversão é apenas aproximada... o verdadeiro PTA leite no Interbull seria diferente. Apesar de que normalmente, a diferença é de menos de 100 libras.

Lembre-se de que as tabelas são direcionadas. Pode-se aproximar um PTA americano de um EBV de um dos países relacionados, mas as tabelas não são válidas de EBVs de outros países para PTA americano ou para EBVs de outros países. Esteja certo de ter uma avaliação atual em uma das escalas e de que a avaliação está em unidades corretas ( PTA x EBV , libras x kilogramas) para o outro país.

Agora a Interbull e a maioria das avaliações de nível nacional são calculadas quatro vezes por ano, o que dificulta manter o material promocional sempre atualizado. É necessário que os consumidores tenham a data de avaliação em qualquer informação divulgada. As tabelas de referência que se seguem são baseadas em equações que foram desenvolvidas a partir da avaliação do Interbull de Novembro de 1998. Apesar das equações mudarem a cada avaliação, tais mudanças devem ser pequenas. Entretanto, quando um país muda a definição da base genética assim como acontece com a primeira avaliação de cada ano no Canadá e na avaliação de meio de ano na França, sabe-se que a data da avaliação torna-se ainda mais importante porque as mudanças nas equações de conversão podem ser drásticas quando a base muda.

O consumidor precisa ter muito cuidado com vendedores que apresentem avaliações em unidades diferentes da escala oficial do país. Pôr exemplo, promover que um touro com EBV para leite de 1000 kg tem um EBV de 2200 libras é impróprio e antiético, assim como o seria para um vendedor dos Estados Unidos apresentar um touro de 1000 libras de PTA como sendo 2000 libras em EBV. Apesar de que o EBV é duas vezes o PTA e que um quilograma representa cerca de 2,2 libras, nenhum país possui uma escala expressa em libras de EBV. As unidades legais são: libras de PTA nos Estados Unidos, quilogramas de PTA no Reino Unido, Irlanda e Israel; valores relativos de acasalamento( Relative Breeding Values) nos países escandinavos e quilogramas de EBV para todos os outros países que participam do sistema de avaliação Interbull. A melhor opção é sempre utilizar a avaliação nacional ou do Interbull em escala simples.

Aproximado* PTA Estados Unidos (Habilidade de prevista de transmissão em libras) para produção de leite, na raça Holandesa, correspondente em EBV (Valor estimado de acasalamento em quilogramas) – Novembro 1998:

Estados Unidos

Canadá

França

Alemanha

Itália

Holanda

Espanha

PTA leite
(libras)

EBV leite
(quilogramas)

EBV leite
(quilogramas)

EBV leite
(quilogramas)

EBV leite
(quilogramas)

EBV leite
(quilogramas)

EBV leite
(quilogramas)

0

20

-449

711

524

225

402

250

308

-203

931

706

409

542

500

597

44

1.152

889

594

682

750

886

290

1.372

1.071

778

822

1.000

1.174

537

1.592

1.253

963

962

1.250

1.463

783

1.813

1.436

1.147

1.102

1.500

1.752

1.030

2.033

1.618

1.332

1.241

1.750

2.040

1.276

2.253

1.800

1.516

1.381

2.000

2.329

1.523

2.473

1.983

1.701

1.521

2.250

2618

1.770

2.694

2.165

1.885

1.661

2.500

2.906

2.016

2.914

2.348

2.070

1.801

2.750

3.195

2.263

3.134

2.530

2.254

1.941

3.000

3.484

2.509

3.354

2.712

2.439

2.081

*Válido somente para conversão aproximada de EBV em kg para PTA EUA em libras, de Novembro 1998 a Janeiro 1999.
Fonte : AIPL-Animal Improvement Programs Laboratory, Agricultural Research Service, USDA, Beltsville, Maryland, USA.

Aproximado* PTA EUA em libras, para produção de gordura, na raça Holandesa, correspondente em EBV em quilogramas – Novembro 1998:

Estados Unidos

Canadá

França

Alemanha

Itália

Holanda

Espanha

PTA gordura
(libras)

EBV gordura
(quilogramas)

EBV gordura
(quilogramas)

EBV gordura
(quilogramas)

EBV gordura
(quilogramas)

EBV gordura
(quilogramas)

EBV gordura
(quilogramas)

0

-6

-25

4

16

-13

12

10

6

-14

13

24

-5

18

20

17

-4

22

31

4

24

30

29

7

31

39

12

30

40

40

17

40

46

20

36

50

52

28

49

54

28

42

60

63

39

58

61

36

48

70

75

49

68

68

44

54

80

86

60

77

76

53

60

90

98

71

86

83

61

66

100

109

81

95

91

69

72

110

121

92

104

98

77

78

120

132

103

113

106

85

84

130

144

113

122

113

93

90

*Válido somente para conversão aproximada de EBV em kg para PTA EUA em libras, de Novembro 1998 a Janeiro 1999.
Fonte : AIPL-Animal Improvement Programs Laboratory, Agricultural Research Service, USDA, Beltsville, Maryland, USA.

Aproximado* PTA EUA em libras, para produção de proteína, na raça Holandesa, correspondente em EBV em quilogramas – Novembro 1998:

Estados Unidos

Canadá

França

Alemanha

Itália

Holanda

Espanha

PTA proteína
(libras)

EBV proteína
(quilogramas)

EBV proteína
(quilogramas)

EBV proteína
(quilogramas)

EBV proteína (quilogramas)

EBV proteína (quilogramas)

EBV proteína
(quilogramas)

0

-2

-20

11

16

-2

9

10

9

-11

19

24

5

14

20

20

-1

27

32

12

20

30

31

8

36

40

19

25

40

42

18

44

48

26

31

50

53

27

52

56

33

36

60

64

37

60

64

41

42

70

75

46

69

72

48

48

80

86

56

77

80

55

53

90

97

65

85

88

62

59

100

108

75

93

96

69

64

110

119

84

101

104

76

70

*Válido somente para conversão aproximada de EBV em kg para PTA EUA em libras, de Novembro 1998 a Janeiro 1999.
Fonte : AIPL-Animal Improvement Programs Laboratory, Agricultural Research Service, USDA, Beltsville, Maryland, USA.